quinta-feira, dezembro 29, 2005

Camelovaco bolicou-se com a demora. Ou um fragmento da história de um dos três camelos do Presépio-2005

Nem sob tortura da sede (muito menos do sono!) eu confesso como se chama a pessoa amiga que pariu este camelovaco (cavacomelo, ou lá como raio se chama este aborto).

Para já, este animal está a coçar a barriga no banco de um bar. Mas se porventura vier a coçá-la na cadeira, prometo-vos que vou pedir asilo intelectual a Espanha. Eu cá sou muito republicano, mas engasga-me menos ser súbdito de sua alteza real D. Juan de Burbon, do que engolir semelhante pastel de Belém!

Tudo o que suplantar a porcaria dos anúncios televisivos do sapola com exuberâncias intestinais ou dos músicos do peidorap e agora do peidonatal, ultrapassa as marcas da decência com que balizo as minhas capacidades de resistência!

Zé Oliveira

3 comentários:

Caçadora disse...

eheheheh..Que 2006 te traga TUDO o que desejares! MESMO TUDO! Beijão do fundo do coração! Rima e é verdade..

wind disse...

Gargalhadas:)))) Aproveito para te desejar um óptimo 2006. beijos

Anónimo disse...

Portugal con el Profesor Cavaco = Lusitania Felix