sábado, dezembro 31, 2005

Mais uma de Carlos Amor

Esta é a terceira etapa da viagem ao passado de um humorista português que deixou por lá (pelo passado) o "atrevimento" do desenho satírico. Não por sua culpa, sim por culpa de um país que teima em ser tristonho, rabujento, pelintra, opressivo, esse país que continua a acreditar que a bênção da nossa vida há-de vir (numa nevoenta madrugada de 23 de Janeiro e provavelmente desde Marrocos ou de lá perto, no mínimo de Boliquei-me) há-de vir do punho vigoroso de ferreiro-espeto-de-pau que nos educará para a economia ensinando-nos a cuspir migalhas de bolo-rei, porque quem come as migalhas todas é porque não sabe que no poupar que está o ganho.

Bom Ano, Carlos Amor!

Z.O.

Clicando sobre a imagem, obté-se ampliação. Desta vez é verdade, porque eu já experimentei

2 comentários:

Teresa disse...

Tou a gostar deste Carlos Amor. Muito!
Aproveito para te desejar um 2006 cheio de HU(A)MOR.
Ouve lá, Zé, tu não fizeste um Zé Povinho ou um retrato do Bordalo aí nos tempos idos de Outubro ou Novembro 2005?

Menina_marota disse...

Quando voltar a este Mundo... numa outra reencarnação, livrem-se de me dar um pai ferreiro... ;)