domingo, maio 28, 2006

.
Os Corvos de Zé Oliveira no Região de Leiria
.

Entrevistada pelo telejornal, uma popular da aldeia leiriense do Coimbrão disse, sem papas na língua, que o úmico registo que ela fazia das suas galinhas... era pelo tacho adentro!

É este o país que temos, um país em que os cidadãos, desconfiados das novidades regulamentares, se furtam à simples declaração de um galinácio, não vá o diabo tecer um imposto por cada bico! Porque o povo bem se dá conta que não fica barato alimentar as reformas fortunescas e acumuladas de certos administradores que, não obstante, renascidos das cinzas da velhice, vão auferir outras fortunas mensais como ministros e coisas "piores".

1 comentário:

Menina_marota disse...

Está tudo dito! Nem mais!
eheh;)