quinta-feira, janeiro 05, 2006

...que cor tão fantástica para um humor tão negro! ...e acaba aqui (no cemitério!...) o stock de cartoons de Carlos Amor que o Buraco desenterrou


...e se ganhasse, teríamos um presidente que já leu a autobiografia de Gabriel Garcia Marques, um livro sobre o terramoto de 1755, viu os filmes do Nemo e do Gutshi (não deve ser assim que se escreve, mas desculpem lá... eu até nem conto ser Presidente da República...), o Pianista, enumerou para a sic as suas qualidades mas não quis enumerar os seus defeitos... Um presidente que cavou milho (!) quando era jovem e tem uma casa na praia onde se ouvem os passarinhos.

...hoje acendi a lareira com cavacos; e uma pinha bochechuda, uma pinha cheia de buracos vazios, buracos sem qualquer matéria palpável; só ares.

Zé Oliveira

4 comentários:

Álvaro disse...

Lembro-me que ele, quando era 1º Ministro, também viu outro filme que, devido aos seus tons acinzentados e difusos, lhe lembrava Ingmar Bergman.

E também tinha lido outro livro. «A Utopia» salvo erro. De Thomas Mann, segundo ele.

Houve mais.

manuel freire disse...

atenção ao "vio" a seguir a 1755!...
manel

Zé Oliveira disse...

PUM!
Já deitei a grolha abaixo.

...fico grato, Mano L!

Anónimo disse...

Cavaco será buen Presidente, seguro.