domingo, março 19, 2006

..
.
Uma rara coincidência

Eu resido em Leiria e fui procurado por uma pessoa de Tomar que conhecia o meu trabalho e decidira encomendar-me uma caricatura de um casal de noivos seus amigos, para lhes oferecer como prenda de casamanto.

Como eu não conhecia os noivos (e continuo a não conhecer), trouxeram-me fotografias. E a caricatura saíu conforme aqui vos mostro.
Como a minha filha (que reside nas proximidades de Tomar) nos vinha visitar com o marido a a minha netita Inês, de três anos, aproveitei-os como portadores da caricatura para Tomar. E a minha filha, ao ver a caricatura, exclamou: "Foram esses que atropelaram, há dias, o cão da Inês!"

Que não devem ter sido, disse eu, porque seria demasiada coincidência. Realmente, uma das prendas que a minha neta recebeu quando completou três anos, foi um pastor alemão bebé, que entretanto fora atropelado com alguma gravidade. "Mas uma caricatura não é uma fotografia", dizia eu, de modo que "deves estar enganada". Mas não estava. Mostrei-lhe as fotos que iria devolver com a caricatura e, sim senhor, eram eles. Além disso, o noivo desempenha funções numa corporação se segurança e a minha filha sabia disso; é por isso que ele carrega com a noiva algemada...

Vejam lá, que coincidência!

Zé Oliveira

2 comentários:

Anónimo disse...

http://www.zipriano.blogspot.com/

Anónimo disse...

http://investigacion11m.blogspot.com/