quinta-feira, novembro 01, 2007

I Encuentro Internacional
de Humoristas Gráficos en GranadaA capa do catálogo é um cartoon de Kim (de El Jueves)

'Granada' significa 'romã'. Por isso esta mão aparece (em tamanho natural) segurando uma romã numa porta do pátio do Município de Granada, onde se exibe a exposição retrospectiva de Guillermo Soria, decano dos cartoonistas granadinos.


Guillermo Soria, cartoonista diário de 'La Opinión de Granada' (aqui em autocaricatura) tem uma exposição retrospectiva do seu trabalho no âmbito do 'I Encuentro Internacional de Humoristas Gráficos en Granada'


Manuel Caba (à direita) e uma sua escultura. À esquerda, Piedecausa.


Da esquerda para a direita: Fer (El Jueves), Martin Morales (ABC) e Zé Oliveira (Região de Leiria), enquanto apreciavam um livro biográfico do saudoso Gin e comiam umas tapas no restaurante 'Chikito' que pertence a um ex futebolista amante do cartoon. Comprova-o a colecção de excelentes originais que tem nas paredes, alguns deles do seu amigo Martin Morales.

E fez questão de nos mostrar um extenso texto escrito e assinado no Livro de Honra da casa por José Saramago.

O escultor Manuel Caba exibe a sua caricatura desenhada por Zé Oliveira (à esquerda). Kap espreira, rindo. Por trás de Kap, Usero. Sobre Manuel Caba publicaremos em breve um post.

O coordenador de Buraco da Fechadura em plena Alhambra


Os milhares de metros quadrados de paredes que existem em La Alhambra são totalmente revestidos por azulejos ou por arabescos (foto acima) em relevo.


Esta foto é uma brincadeira. A gazela está gravada em fosco sobre o vidro de uma janela de La Alhambra e bastou procurarmos uma posição que possibilitasse esta ilusão de óptica. Faz-nos lembrar o enorme cervo que existe no monte sobranceiro a Vila Nova de Cerveira.

Embora em plena Alhambra, este palácio é de construção mais recente. Foi erguido por decisão de Carlos V, que nele residiu durante seis anos.



Fotos de La Alhambra, surpreendente testemunho vivo da presença dos muçulmanos em Granada. São 800 anos de história, cuja visita é um deslumbramento. Se não tivessemos encontrado outros motivos de interesse (reabraçar colegas caricaturistas, visitar a catedral e outros monumentos da cidade, comer as tapas, almoçar nas 'cuevas'...) só pela visita a La Alhambra já teria valido a pena visitar Granada.

Zé Oliveira em entrevista a IDEAL de Granada IDEAL é um dos três diários que se publicam em Granada, onde aliás não existem semanários. Uma edição que tenmos aqui em cima da mesa tem 72 páginas, mas alguns são maiores (sem contar com as revistas e suplementos que semanalmente os integram).

Estamos a falar de uma área de 300 mil habitantes (cem mil, se avaliarmos apenas a sua área metropolitana) que conta ainda com cerca de 50 rádios (na área metropolitana são cinco, mais quatro estações de televisão)

IDEAL especial

Dois dias antes da inauguração da exposição, Zé Oliveira foi entrevistado durante quase toda a emissão de um programa televisivo de uma hora e um dia depois decorreria uma mesa redonda também televisiva, em directo de uma praça da cidade, tudo numa preocupação de divulgação do evento. Todos os jornais deram relevo ao acontecimento, mas o IDEAL destacou-se. No próprio dia da inauguração, distribuiu gratuitamente uma edição especial de 24 páginas integralmente dedicadas ao certame. A entrevista dos dois recortes (em cima e em baixo) contém essencialmente o mesmo texto, porque a edição especial foi criada, em parte, com aproveitamento de textos já publicados na edição normal.


Aqui ficam os recortes para arquivo, porque o conteúdo já havia sido editado aqui no Buraco.

2 comentários:

filomeno2006 disse...

Amigo Zé: ¿No te habrás encontrado con el alma en pena del rey moro Boabdil que dicen que vaga entre los muros de la Alhambra? Canción "Llorando por Granada" del Grupo "Los Puntos". Un abrazo.

Anónimo disse...

Gostei bastante de passar pelo Buraco,que o animo não falte para continuares fazendo este mágnifico trabalho.


abraços


henriques