terça-feira, novembro 06, 2007

Crónica de Ché (José Maria Varona)
Encontro de Caricaturistas em Alcalá
Da esquerda para a direita: Mordillo, Ghé, Forges, Ermengol e Nani

Como acontece desde 1992, decorreu a 16 de Outubro a inauguração da XIV Mostra Internacional de Humor Gráfico de Alcalá sob o título "Traços pela Igualdade", a qual permanecerá aberta até 18 de Novembro.

Estas Mostras pela Fundação Geral da Universidade de Alcalá de Henares (Madrid), com o patrocínio de entidades particupares e oficiais, em especial os Ministérios da Cultura e Exteriores do Governo de Espanha.
35 países
Este ano participam 133 desenhos de outros tantos artistas de 35 países espalhados por todo o mundo, alguns tão afastados e exóticos como a Índia, Irão, Mongólia e Uzbekistão, embora a grande maioria das obras provenha de Ibero-América, Portugal e Espanha. A exposição admirar-se na Sala San José de Caracciolos de Alcalá e conta com um um magnífico catálogo.



Ché e o seu desenho

De Espanha...

A mostra possui um elevado nível de qualidade, graças à selecção de trabalhos, uns em branco e negro e outros a cores, em geral elaborados por por humoristas gráficos com reconhecido mérito artístico, como é o caso dos espanhóis: Mingote, Ballesta, Almarza, Azagra, Álvaro, Kap, Forges, Juancarlos, Gallego y Rey, José Julio, Madrigal, J.L. Martín, Toni, Angelines, Ricardo, Orcajo, Jotajota, Peridis, Marpov, Mel, Ozelui, Idígoras y Pachi, Romeu, Lola, Máximo, David, Marisa, Sex, Caín, Crist, Postigo, Munoa, Zulet, Quique, Lamber, Enrique, Harca, Piedecausa, Nerja, Malagón, Ché e otros.

...e de outros países
De outras partes do mundo estão as obras de: Marlene Pohle, Ferro, Nando, Kappel, Sciammarella, Omar, Bacteria, Alfredo, Ermengol, Vane, Ana Von Rebeur, Lailson, Yayo, Nani, Turcios, Oki, Miriam, Ares, Laino, Betto, Alecus, Amorim, Lloyy, de la Nuez, Cakmak, Vilma, Ruz, Mofrey, Cintiabolio, Banegas, Elena, Garci, Boligan, Trizas, Rruizte, Pedro Sol, Ze Oliveira, Arturo Yepes, Ms-Orzuj, María Centeno, Régulo y Rayma entre muchos otros.

Festa da Caricatura e...

O evento foi acompanhado por uma série de actividades como foi o caso de ateliers em centros docentes e penitenciários, conferências, apresentação de livros, encontro de autores e actividades ao ar livre: a Festa da Caricatura, a preparação do livro e do mural gigantes sob o tema Igualdad de Género, etc, com a participação muito activa de um elenco de desenhadores iberoamericanosd forma muy activa un nutrido elenco de dibujantes iberoamericanos e espanhóis e o caricaturista Ze Oliveira em representação de Portugal.

Da Comunidad Valenciana, além dos citados anteriormente, incorporou-se José Lanzón que fue especialmente convidado para a Festa da Caricatura que durou dois dias. Também foi convidado o desenhador Bonil, do Ecuador.

Prémio Quevedos para Ferro
A XIV Mostra Internacional de Alcalá de Henares foi aproveitada para a entrega do quinto Prémio Iberoamericano de Humor Gráfico QUEVEDOS que este ano distinguiu o mestre dos mestres, - como gostam de chamar - lhe Quino, Mordillo e o recém desaparecido Fontanarrosa - o argentino Eduardo Ferro nascido em Avellaneda província de Buenos Aires no ano de 1917, cuja obra foi conhecida principalmente através das revistas "Patoruzú", "Patoruzito" e o diário "La Razón", e dos seus personagens mais conhecidos como "Bólido", "Cara de Angel", "Chapaleo", e em especial por "Langostino", "um marinheiro solitário, boémio e filósofo, que que percorria os sete mares a bordo do seu barquito "Corina".


Cármen Ferro, Juam Garcia e Mingote, decano dos caricaturistas espanhóis


O Prémio
O galardão em forma de estatueta com a a figura de Quevedo saltando sobre os seus famosos óculos - o máximo neste momento para premiar o humorismo gráfico no âmbito Iberoamericano - foi entregue, em face da sua ausência motivada pelos seus avançados noventa anios de idade, ao também muito conhecido mestre do humor gráfico (sem palavras) Guillermo Mordillo, o qual, recebendo-o das mãos do ministro da cultura César Antonio Molina, por sua vez o fez chegar à filha do premiado, senhora Carmen Mercedes Ferro, a qual dirigiu a todos os presentes umas sentidas palavras - as suas e as que anteriormente lhe havia ditado o seu "velho" - para agradecer, em nome de seu pai a todos os presentes, a atribuição de tão apreciado galardão como homenagem a uma vida inteira dedicada ao desenho.


A cerimónia
A cerimónia decorreu a 18 de Outubro no Paraninfo da Universidad de Alcalá de Henares; estiveram presentes, além do Ministro da Cultura, o reitor da Universidade de Alcalá Virgilio Zapatero, o alcaide da cidade Bartolomé González, o anterior reitor Manuel Gala, o director geral da Fundación General de la Universidad Arsenio Lope Huerta, o director do Departamento de Humor Gráfico Juan García Cerrada, o director de Cultura da Fundación de la Universidad de Alcalá Pedro Atienza, outras autoridades e representantes de meios de comunicação, além de um significativo elenco de humoristas gráficos de grande prestígio de Ibero-América, Portugal e Espanha.

O Prémio Quevedos fora concedido, anteriormente, aos humoristas gráficos Mingote, Quino, Chumy Chúmez y El Roto.


A exposição de Ferro
Pudemos admirar uma parte importante da obra de Ferro, numa exposição com muitos dos seus desenhos, instalada na Fábrica do Humor.

J. M. Varona "Ché"
Outubro 2007
Fotos de Ana Von Rebeur e Lamberto Ortiz

Nem a almoçar se descansa!

Ché aproveitou a ementa de uma das refeições para recolher testemunhos de amizade dos seus colegas.

Na metade da esquerda: Maria Centeno (Venezuela); desenho do próprio Ché (Espanha); Nerja (Espanha); Pedro Sol (México) aproveitando a foto da estatueta; Ché caricaturado por Zé Oliveira (Portugal); Zulet (Espanha).

Na metade direita: Mordillo (Argentina); Ché por Maria Centeno (Venezuela); Vane (Argentina); Ares (Cuba); Manuscrito de Cármen Ferro (Argentina).


5 comentários:

filomeno2006 disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
filomeno2006 disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
filomeno2006 disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anónimo disse...

¿Críticas gratuitas de Forges en el Diario de Sevilla de 5 de junio de 2011 al entrenador luso del Real Madrid, José Mourinho?

Zé Oliveira disse...

Em especial para Filomeno:
Não removi qualquer comentário!

Trata-se de um erro técnico, certamente.
Zé Oliveira