terça-feira, fevereiro 23, 2010

Viva Fernando Krahn!

Foto tirada por Zé Oliveira em 5 /11/ 2008 no Palácio Cisneros, Alcalá de Henares

Morreu Fernando Krahn no passado dia 18. Inesperadamente, vitimado por um ataque de coração, numa altura em que trabalhava para concretizar a internacionalização dos seus filmes de 15 segundos, que realizava diariamente para "La Vanguardia" (Barcelona).

Fernando Krahn nascera em Santiago do Chile em 1935, vendo-se obrigado a abandonar a sua terra em consequência do golpe de estado chileno de 11 de Setembro de 1973.


Quando tive de escrever acerca de Krahn

Em 2009, foi-me pedido pela Direcção da revista Quevedos, editada pela Fundación General de la Universidad de Alcalá (Madrid) um curto texto acerca da actividade "cinematográfica" de Krahn (e outro acerca de um vídeo biográfico da cartoonista uruguaia Isabel Orzuj, que agora não vem para o caso). Embora modestas, seguem as linhas que alinhavei acerca do mestre agora desaparecido:


Fernando Krahn
Os cartoons animados

O conceito é corajoso: contar uma história cinematográfica em 15 segundos.
Fernando Krahn consegue isso e mais: nesse tão curto lapso de tempo encontra vagar para introduzir mensagens de ironia, sarcasmo, poesia, crítica de costumes, repúdio pelo autoritarismo, puro e simples humor. E consegue-o porque, nesses tão poucos segundos, Krahn aplica uma acumulada experiência não pequena na área do cartoon, que é a arte de contar (e comentar) uma história num só desenho. Então, 15 segundos são uma eternidade; tempo suficiente para constatarmos em “cinema” quanto perdemos de cada vez que o despertador nos interrompe um sonho; para constatarmos quanta alegria pode encerrar-se dentro do espírito de um copo de vinho bebido de maneira inusitada; para constatarmos que, se quisermos, o nariz do polícia cresce como “língua de sogra” de cada vez que ele exagera no silvo. Aliás, esta visão anedótica com que Krahn retrata polícias e militares (e outros ridículos da nossa sociedade) nos seus filmes de Flash Player 9 da Adobe, é a transposição, para movimento, das “mesmas” abordagens que este chileno (1935) residente em Barcelona vem produzindo no decorrer da sua já longa carreira de humorista gráfico.
A não perder: Krahnology – la Tira Animada, no site de La Vanguardia.

Zé Oliveira
(Presidente da FecoPortugal, Associação de Cartoonistas)

Os filmes e a biografia de Krahn

Para ver mais sobre Krahn, clicar aqui: http://www.lavanguardia.es/cultura/noticias/20100219/53893609941/krahn-silencio-definitivo-la-vanguardia-maria-augusto-pinochet-jorge-wagensberg-maximiliano-joan-bro.html

segunda-feira, fevereiro 15, 2010

sábado, fevereiro 13, 2010

FecoPortugal expõe em Rio de Mouro, Sintra

De 18 de Fevereiro a 5 der Março, os membros da FecoPortugal mostram os seus trabalhos na Escola Secundária Leal da Câmara, em Rio de Mouro, Sintra.
A iniciativa, que conta com um programa que também comporta um concurso e intervenções de Osvaldo de Sousa e Carlos Laranjeira, é organizada por um grupo de estudantes daquela escola.
Em breve daremos mais informações.
Segundo informação dos estudantes organizadores, a exibição destina-se ao público interno. Interessados que sejam estranhos à escola mas queiram fazer uma visita, terão de solicitar previamente autorização.
Desconhecemos quanto tempo significa o advérbio "previamente", pelo que nos parece que basta aparecer cinco minutos antes na portaria e pedir "faça avor de me autorizar a visitar a exposição da FecoPortugal".

Polvo deFeca

Eduardo Esteves, autor da imagem gráfica da FecoPortugal (chama-se agora logo...) acaba de propor uma nova versão da identificação da Associação de Cartoonistas.
Buraco da Fechadura tem dúvidas que valha a pena implementar (implermentar! enh?...) esta nova imagem, porque a sinistra personagem ciclostómica tem andado a dar tantos tiros nos pés (não admira! tem oito!...), que provavelmente entrará brevemente na prateleira (dourada...) da vida política.

Para o Carlos Amor, verde branco só fresquinho!


Buraco da Fechadura tem um preconceito contra Futebol. Por isso retarda tanto a publicação de abnegadas colaborações de tema desportivo! (Não é por maldade, é por falta de motivação para o tema, a que também se pode chamar desleixo).
O Carlos Amor, que de vez em quado tem um rebate de consciência e cede ao remorso de estar graficamente inactivo, desenferruja a ferramenta (esta frase saíu-me um bocado infeliz) desenferruja os aparos e vai-se acima das canetas. Em sentido figurado, entenda-se! que a ferramenta dele é uma Cintiq da Wacom! papel, nem pensar!
E então, só para embirrar com os verdes, decidiu dar um "bom conselho" aos benfiquistas: uma vez que não conseguem vencer o Sporting de Braga, "vençam" o outro Sporting que está ali mais à mão, é só atravessar a 2ª circular...
Mas o que vocês não sabem - e aqui regressamos ao primeiro parágrafo - é que este desenho foi enviado ao Buraco da Fechadura ANTES da jogatana dos 4-1!
Com o Carlos Amor, prognóstico só antes do jogo!
Abraço e manda mais desenhos.

sábado, fevereiro 06, 2010

Buraco da Fechadura não agradece a referência, porque não a pediu e de bom grado a dispensava.

quarta-feira, fevereiro 03, 2010